Buscar
  • Vitor Friary

A convivência familiar e o Mindfulness durante a quarentena.



Criticar o outro pode aumentar sofrimento e dor, e criticamos os nossos parceiros de relação e familiares porque quando sentimos raiva e impaciência com essas pessoas achamos que por serem mais íntimas podemos expressar facilmente o que queremos. Porém essa forma de pensar deixa a gente mais vulnerável para insultar as pessoas que mais amamos. Para isso é importante cuidar de si mesmo e exercitar a compaixão, o perdão, espera, movimentar o corpo e entender que tudo é passageiro e que esses momentos difíceis irão ter um fim. A meditação mindfulness nesse sentido é uma prática eficaz que ajuda a desenvolver essas atitudes. Por outro lado, receber criticas pode ser ainda mais doloroso. E o importante nessas horas é não deixar aquele estado lhe corroer por dentro. Deixe passar aquele momento, e depois que aquela poeira baixar, chame seu parceiro e compartilhe como você se sentiu naquele momento utilizando ao invés de expressões do tipo “você sempre me deixa assim”, algo mais pessoal “eu me senti muito triste naquele momento”, e expresse suas necessidades utilizando também a primeira pessoa ao invés de exigir “eu preciso muito nesse momento de carinho e compreensão” ao invés de “você tem que ser mais carinhoso comigo, eu não aguento mais você sempre agindo assim”. Dessa maneira todos ganham porque a pessoa é assertiva, ela deixa o julgamento de lado, e abre espaço para uma conversa sobre necessidades ao invés de erros e fracassos do outro.


Lembre-se de visitar a nossa página de meditações mindfulness gratuitas, inscreva-se em algum de nossos cursos e grupos terapêuticos ou informe-se sobre atendimento individual de terapia para o tratamento de sintomas mais intensos e graves de depressão ou ansiedade. Ligue ou envie um WhatsApp para (21) 97030-0770.


275 visualizações