Buscar
  • Vitor Friary

Como a Meditação Mindfulness pode ajudar em momentos de crise?




Em momentos de crise a tendência automática da nossa mente é de resistir, muito por causa do medo da incerteza, de que algo ruim possa acontecer ou a apreensão de que não conseguiremos dar conta do sofrimento que essa crise poderá causar.


A prática do mindfulness ou atenção plena, que inclui técnicas que nos ajudam a permanecer plenamente consciente do que estamos experimentando no momento presente, é a chave para enxergar o sofrimento de um lugar diferente e responder às situações de uma maneira direta, real e sem gastar energia preso dentro de pensamentos ruminantes e negativos.


A atenção plena é um processo de vincular a consciência à atenção, a fim de desenvolver, expandir e aprimorar as duas coisas. Isso resulta em uma concentração mais apurada e aumentada: você passa a observar pensamentos e sentimentos ao invés de mergulhar dentro deles. Você percebe que tem dois Eu's, o eu que está tendo a experiência e o eu que está testemunhando as sensações de crise mas que é apenas um observador dessas sensações e não ela.


Primeiro, você permite que esse Eu Observador testemunhe o que surja em sua consciência. Então, em vez de pensar, analisar e desenvolver uma sensação ou sentimento, uma sensação de pânico ou tristeza por exemplo, basta observá-la quando ele surgir. Em seguida, você a nomea apenas como essa sensação é “apenas sensação, apenas pensamento, apenas medo" ou "algo a ser contemplado mais tarde para ver o que posso aprender com isso" e assim essa reação de resistência a uma crise passa a se tornar apenas uma experiência que a sua consciência testemunha e nada mais.


Portanto, a meditação mindfulness é uma prática que convida você a permanecer presente com sensações difíceis, advindas de um momento de crise por exemplo, e aumenta a sua confiança de que sensações e emoções podem subir e descer como uma onda forte e intensa, mas que você pode aprender a surfá-las para assim responder as circunstâncias reais da vida com mais sustentação, presença e suavidade.


Para além disso os estudos sugerem que a prática da meditação pode aumentar a capacidade de percepção, concentração, melhora a memória, diminui pressão arterial e insônia, e ajuda a reduzir sintomas de ansiedade, depressão e até mesmo reduz o sentimento de solidão em idosos. A meditação também pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico aumentando a produção de células brancas que são responsáveis pela defesa do organismo. Acima de tudo a meditação diminui tensão física e emocional e é capaz de aumentar bem-estar mental na pessoa que pratica.


Lembre-se de visitar a nossa página de meditações mindfulness gratuitas, inscreva-se em algum de nossos cursos e grupos terapêuticos ou informe-se sobre atendimento individual de terapia para o tratamento de sintomas mais intensos e graves de depressão ou ansiedade. Ligue ou envie um WhatsApp para (21) 97030-0770.

336 visualizações