Como Parar de Reagir a Pessoas Difíceis

23/02/2016

 

Nossos ombros começam a doer, pressão na cabeça, calor no corpo, impulso de lutar, chamar as pessoas com nomes diversos, lembrar às pessoas de coisas que lhe machucaram no passado. Você tem uma pessoa próxima a você que aperte esses botões em você? A boa notícia é que você pode escolher agir diferente nestas situações.

 

Com a intenção de nos defender e nos proteger, acabamos que negligenciamos o nosso próprio bem-estar nestes encontros com pessoas difíceis de nossas vidas. Embora muitas pessoas difíceis podem ser simplesmenteignoradas, outras são significativas para nós.

 

 

A boa notícia é que você pode agir diferente nestas situações

 

As dicas neste artigo vão para estas situações onde você encontra pessoas importantes para a sua vida de alguma maneira, mas que por vezes apertam seus botões e você tende a pressionar o gatilho da reação, sem pensar nas consequências, principalmente quando existem consequências para o seu próprio bem-estar.

 

Quando alguém lhe diz algo que não bate bem em você:

 

  1. Primeiro de tudo pare e lembre-se desacelerar agora é muito importante, não tenha pressa em responder. Na pressa apenas endurecemos mais as situações e a nós mesmos.
     

  2. Observe a pessoa, traz um interesse para aquele ser humano ali na sua frente. Distancie-se da pessoa que ela é e da situação que está acontecendo, e reflita "Talvez ele(a) não está passando por um momento muito bom em sua vida, deixa eu ouvir o que ele(a) tem a dizer, sem ter que concordar ou discordar - apenas ouvir".
     

  3. Vai respirando durante o processo, é uma forma perfeita de buscar em você um porto seguro, e de se lembrar: "Eu estou presente aqui, tenho tudo o que preciso nesta situação".
     

  4. Sinta o que pode ser sentido debaixo da sua pele, talvez a raiva, talvez ódio, talvez tristeza, talvez medo, sinta o que está acontecendo debaixo da sua pele.
     

  5. Independente de "Como isso me afeta, como eu gostaria de estar lidando com essa pessoa nesta situação específica? Que ações têm mais a ver com a pessoa que eu gostaria de estar sendo nesta relação, e que tenha um benefício a longo prazo?"

 

Tudo é uma questão de perspectiva, e a chave para desamarrarmos da fúria que surge nestas situações é a observação pausada, sem pressa da situação. Lembre-se: "Não preciso me denfender, isso não é uma guerra. Posso pausar, sentir o que sinto, e agir na direção do que é mais importante."

 

 

Consultório de Psicologia

Ipanema - Rio de Janeiro

www.vitorfriary.com

Please reload

Destaque

Interação entre Mudanças Neuroanatômicas e Psicológicas Após Treinamento de Mindfulness

11/11/2014

1/10
Please reload

Recente
Please reload

Procure por palavras-chave