O que é a Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT)?

A Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) recebe o seu nome por causa de uma de suas propostas mais centrais de modelo de terapia: aceitar o que está fora de seu controle pessoal, e comprometer-se à ação que melhore e enriqueça a sua vida.

 

A ACT é uma Terapia da abordagem cognitivo-comportamental da terceira onda ou geração, e tem como pilar central a prática da Atenção Plena ou Mindfulness. O objetivo da ACT é maximizar o potencial humano para uma vida plena e significativamente rica e com sentido.

 

ACT (que é pronunciado como a palavra "ACT", não como as iniciais A C T, tem como objetivo ensinar a seus clientes o seguinte:

 

a) ensinar-lhe habilidades psicológicas para lidar com seus pensamentos e sentimentos dolorosos de forma eficaz - de tal forma que eles passam a ter muito menos impacto e influência sobre você (estas são conhecidas como as habilidades de  mindfulness do tratamento;

 

b) ajudá-lo a esclarecer o que é verdadeiramente importante e significativo para o cliente - ou seja, os seus valores (a pessoa que ele gostaria de ser nesse mundo verdadeiramente) - e então usar esse conhecimento para orientar, inspirar e motivá-lo a mudar sua vida para melhor.

 

 

Problemas que a Terapia de Aceitação pode ajudar:
 

- transtorno de depressão pós-parto

- transtornos de pânico
- distúrbios alimentares
- transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)
- transtorno bipolar
- fobias
- estresse
- transtorno de estresse pós-traumático (TEPT)

- transtorno de ajustamento
- esquizofrenia
- problemas de raiva
- problemas de sono
- transtorno dismórfico corporal (body dispmorphic disorder)
- dor persistente e crônica (fibromyalgia)
- questões sexuais ou de relacionamento

 

Informações

Para falar diretamente com o terapeuta Vitor Friary e obter informações sobre o tratamento ou marcar uma consulta - Ligue (21) 2625-6553 
ou (21) 8241-0067.

O que acontece durante a Terapia?

 

Para começar, seu terapeuta irá perguntar sobre o seu histórico e como você está se sentindo atualmente. Ele irá trabalhar com você na identificação de áreas problemáticas e você vai decidir quais áreas você gostaria de lidar. Você vai aprender a fazer sentido dos seus problemas dividindo-os em áreas menores, de modo que você possa ver como eles estão conectados e como eles afetam você.

 

Usando técnicas estruturadas, seu terapeuta vai tentar identificar a relação que você está tendo com seus pensamentos, sentimentos e sensações e de que forma esse relacionamento estabelecido está influenciando a sua forma de agir no mundo. Você vai aprender a estar atento de quando hábitos negativos de pensar surgem em um determinado contexto da sua vida, e como responder de forma mais positiva naquela situação independente dos pensamentos ou sentimentos que surjam ali naquela situação. Isso pode levar a mudanças de comportamento que podem fazer você se sentir melhor e a se satisfazer como pessoa.

 

Normalmente você vai ser convidado a escrever um diário para que você possa identificar a forma como você reage a determinados eventos. Isso irá ajudá-lo a identificar padrões de pensamentos, emoções, sensações físicas e ações, e ver o quanto desses processos ajudam ou não no seu bem-estar.

 

Seu terapeuta geralmente o aconselhará a realizar algumas tarefas entre sessões. Isso pode incluir material de leitura, exercícios, onde você pode experimentar por si mesmo o você aprende durante as sessões, ou gradualmente, expôr-se a situações importantes para você, que você tem evitado por causa de pensamentos, sentimentos e sensações concebidas como ruins.

 

A Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) tem como objetivo fornecer-lhe o conhecimento e habilidades para melhorar a sua qualidade de vida. Uma vez que a terapia tenha terminado, você será capaz de praticar o que você aprendeu e continuar a ser seu próprio terapeuta.

 

 

 

Veja o que o Prof. Dr. David Barlow, um dos mais reconhecidos cientistas praticantes psicólogos do mundo inteiro, conhecido pelas suas contribuições ao campo da Terapia Cognitivo-Comportamental diz sobre a ACT:

 

 

"De vez em quando, há uma contribuição única para a psicoterapia. Ainda mais raro é o embasamento dessa contribuição em sã filosofia, por um lado, e os dados científicos firmes por outro. A Terapia de Aceitação e Compromisso representa tal esforço. Em um salto verdadeiramente criativo para a frente, os autores apresentam uma nova abordagem para a mudança de comportamento que é "necessária" para todos no campo da psicoterapia ". Desafiando os pressupostos e métodos da terapia cognitiva, isto é, entre as novas abordagens mais significativas para a mudança de comportamento de nas últimas três décadas. "

 

 

 

Qual a duração do tratamento?

 

A ACT pode ser oferecida em muitas maneiras diferentes:

 

a) a terapia de longo prazo - por exemplo, o protocolo Spectrum para ACT com transtorno de personalidade borderline: 40 sessões de 2 horas.

 

b) a terapia de médio prazo - por exemplo, o protocolo de Joanne Dahl para ACT para a dor crônica: Oito sessões no total

 

c) terapia breve - por exemplo, protocolo de Patty Bach no ACT com esquizofrenia: apenas 4 sessões de 1 hora

 

d) terapia ultra-breve - por exemplo, o trabalho de Kirk Strosahl em ambientes médicos de cuidados primários, onde a ACT podem ser altamente eficaz, mesmo em 01 ou 02 sessões de 20 a 30 minutos.

 

 

 

Quando iniciar o tratamento?

 

O tratamento pode ser desafiador e você deve estar disposto a se relacionar com seus pensamentos e sentimentos difíceis de uma forma diferente, para que você viver a vida que você quer viver indepedente de quais pensamentos, senimentos e sensações que você experiencie. É importante que você pratique estar aberto, o melhor que você em cada momento, confiando na experiência de cada momento que surgir. O sucesso da Terapia de Aceitação e Compromisso ou ACT como chamamos depende de sua participação ativa e compromisso com todo este processo.

 

 

Texto:

Vitor Friary

Mestre em Psicologia Clínica (London Metropolitan University)

Especialista em Mindfulness e Terapia da Aceitação e Compromisso